Pesquisar este blog

domingo, 21 de junho de 2009

Sociologia da Religião - Ementa

Sociologia da Religião - Ementa

A disciplina trata dos aspectos sociológicos do fenômeno religioso. Na parte introdutória, trata-se do escopo da disciplina, as diversas definições de religião utilizadas na sociologia, e as possíveis relações entre o estudo sociológico e os fenômenos religiosos em si. Em seguida, investiga-se o papel atribuído à sociologia da religião nos autores clássicos da disciplina: Tocqueville, Marx, Engels, Durkheim, Weber, Simmel, Troeltsch. Depois, estuda-se o debate contemporâneo sobre o paradigma da secularização, frisando a necessidade de globalizar o debate para além das trajetórias européia e norte-americana. Discute-se em seguida a relação entre religião e política em nível mundial, inclusive o papel do chamado fundamentalismo em várias religiões mundiais. Depois, investigam-se as transformações do campo religioso latino-americano. Por fim, estudam-se os principais fenômenos contemporâneos do campo religioso brasileiro, inclusive a extensão deste em fenômenos transnacionais.

Programa:

1. Unidade I – Leitura Solciológica da Religião

1.1. Os conceitos de religião (re-ligare) e a sociologia
1.2. A religião como norteadora e transformadora dos valores de uma sociedade
1.3. Sociologia da Religião e a Teologia
1.4. Olhar sociológico sobre a Religião

2. Unidade II – Os Clássicos da Sociologia e a Religião

2.1. Durkheim: Religião é o espelho da sociedade
2.2. Weber: A Religião perde o carisma e fortalece a burocratização
2.3. Marx: A Religião e a alienação
2.4. Gramsci: A Religião constrói-se com intelectuais orgânicos e pode ser
libertadora
2.5. Eliade: O fenômeno religioso é universal e manifesta a relação entre o Sagrado
e Profano
2.6. Berger: A secularização e a manutenção do mundo
2.7. Bourdieu: A economia das trocas simbólicas

3. Unidade III – Sociologia da Religião e a Realidade Brasileira

3.1. O cristianismo diante da globalização e do pluralismo modernos: A proliferação de seitas e o catolicismo popular
3.2. Protestantismo brasileiro e a mudança social
3.3. Pentecostalismo e Renovação Carismática
3.4. CEBs
3.5. Os aspectos sociais dos cultos afro-brasileiros, o encontro das raças no catolicismo
3.6. O sincretismo na umbanda e os conseqüentes obstáculos para uma evangelização inculturada, a Liturgia e a Inculturação
3.7. A preservação da identidade cristã diante de todos os problemas sociais
3.8. Umbanda.

Critérios de Avaliação:

Avaliação escrita e/ou apresentação de seminário e/ou atividades acadêmicas em grupo sempre buscando adequar a realidade discente ao processo avaliativo, diversificando-o continuamente.

Bibliografia Básica:

BERGER, L. Peter. O Dossel Sagrado – elementos para uma teologia sociológica da
religião. São Paulo: Paulus, 2004.

DURKHEIM, E. As formas elementares da vida Religiosa. São Paulo: Paulinas, 1980.

WEBER, M. A ética protestante e o espírito do capitalismo. São Paulo: Pioneira, 1983.

SOUZA, Beatriz Muniz e MARTINO, Luiz Mauro Sá. Sociologia da Religião e Mudança
Social. São Paulo: Paulus, 2004.

Bibliografia Complementar:

BERGER, L. Piter. O dossel sagrado: elementos para uma teoria sociológica da
religião. São Paulo: Paulus, 1989.

BIRMAN, P. O que é Umbanda? São Paulo: Brasiliense, 1985.

Nenhum comentário: